A Gato come

Sála de João Sá – Sé

A aparente simplicidade do que é simples. Ir ao Sála de João Sá significa comungar de um menu que muda consoante as estações do ano. Significa alimentar uma cadeia natural de sustentabilidade, comendo produtos no auge da sua frescura, vitalidade, sabor e valor nutritivo. Depois de puxar a cadeira de madeira e verga para me …

Continue Reading
A Gato come

Cacué – Saldanha

Se o Homem que Comia Tudo lhe atribui um cometa como a “Melhor refeição do ano abaixo de 15€”, cabe à Gato  ir constatar com as próprias papilas gustativas se assim o é. Desde o momento em que os nossos pés pisam o chão do Cacué, sentimos que a simpatia e a atenção do serviço …

Continue Reading
A Gato prova torradas

A torrada da Terra Pão – Mercado de Arroios

É servida em pão: artesanal, daquele com sabor mais azedo e até um pouco ácido. O aroma característico faz-nos viajar até às cozinhas das nossas avós em que a fermentação era lenta e o amor  também era um ingrediente essencial para o resultado final. A códea é estaladiça, o “escudo” perfeito para o seu miolo …

Continue Reading
A Gato come

The Danish Pastrish Shop (O brunch) – Queijas

O título deste texto bem que podia ser “Da Dinamarca com amor” porque a The Danish Pastry Shop é a prova de que as coisas feitas por e com Amor vingam e prevalecem. Numa pacata rua de Queijas há um lugar elegantemente decorado na sua simplicidade e atenção aos pormenores de tons térreos e materiais …

Continue Reading