A Gato come

Sála de João Sá – Sé

A aparente simplicidade do que é simples. Ir ao Sála de João Sá significa comungar de um menu que muda consoante as estações do ano. Significa alimentar uma cadeia natural de sustentabilidade, comendo produtos no auge da sua frescura, vitalidade, sabor e valor nutritivo. Depois de puxar a cadeira de madeira e verga para me …

Continue Reading
A Gato come

The Danish Pastrish Shop (O brunch) – Queijas

O título deste texto bem que podia ser “Da Dinamarca com amor” porque a The Danish Pastry Shop é a prova de que as coisas feitas por e com Amor vingam e prevalecem. Numa pacata rua de Queijas há um lugar elegantemente decorado na sua simplicidade e atenção aos pormenores de tons térreos e materiais …

Continue Reading
A Gato come

31 d’Armada – Alcântara

Requinte, decoração clássica em tons de dourados e cores palacianas, espelhos e azulejos antigos: assim renasceu o restaurante 31 d’Armada. A convite da Zomato pude admirar com os meus próprios olhos este espaço, que de nome é já uma Instituição para os comensais lisboetas de outras gerações. Ewa Kubik, a responsável pelo espaço brindou-nos ainda …

Continue Reading
A Gato come

Maharaja – Lisboa

Numa rua pouco conhecida, transversal à Avenida da Liberdade, existe um restaurante indiano que vale a pena dar-vos a conhecer. Assim que entramos, os aromas a especiairias e a naan acabado de fazer fazem disparar os nossos sentidos, enquanto ouvimos as vozes  de convivas em grupos animados. Numa noite a meio da semana o Maharaja estava …

Continue Reading