A Gato come

Fogo de Alexandre Silva

Era talvez a abertura mais aguardada do ano. Pelo menos para mim que vou assistindo ao trabalho do Alexandre Silva com muita atenção. Recordo-me como se fosse hoje de o ver chegar junto à mesa onde eu estava sentada, no antigo Bocca, para me apresentar a sua “nuvem elétrica”, deixando-me de tal forma baralhada como …

Continue Reading