A Gato come

Bica do Sapato – Santa Apolónia

O último restaurante que visitei em 2018 foi a Bica do Sapato e devo dizer que foi uma excelente forma de fechar o ano no que à Arte de comer e escrever diz respeito.

Como fui a primeira de um grupo de 4 a chegar, fui convidada a tomar uma bebida enquanto aguardava um pouco no bar logo à entrada. Ali, bem perto do calor da moderna e hipnotizante lareira, pude apreciar o mojito de pepino e morango e absorver o ambiente que se vive neste que é, sem dúvida, um espaço incontornável da restauração da capital.

Com vista privilegiada para o Tejo, o amplo espaço do piso térreo convida-nos a admirar o cais enquanto painéis de fotografias gigantes vão rodando consecutivamente, proporcionando-nos uma viagem por universos díspares e contemporâneos. A mesma viagem é-nos oferecida em termos gastronómicos: na Bica do Sapato encontramos um menu repleto de pratos tradicionais que se cruzam com sabores e toques mais contemporâneos.

O serviço revelou-se de excelência e foi com agrado que ouvi todas as sugestões e explicações em relação aos pratos e vinho escolhidos, revelando conhecimento e grande atenção de todos os colaboradores que nos serviram noite adentro.

Estreámos a noite com uma Tábua de queijos portugueses

Uma seleção composta por queijo da ilha com cura de 3 meses, Nisa, Terrincho Velha, Serra, Azeitão e Amarelo da Beira Baixa. Todos eles de excelente qualidade e acompanhados de doce e nozes, bem como de algumas fatias de pão. É sempre uma escolha segura para apreciadores de queijo e esta tábua preencheu todos os requisitos esperados.

Como também tínhamos diferentes tipos de pães tradicionais do couvert, a tábua de queijos foi sem dúvida uma excelente forma de iniciar a refeição e de começar a degustar o vinho escolhido para a noite, um tinto Vinha Paz Colheita 2016 (Dão) que se revelou complexo na boca, porém com notas suaves que deixaram uma equilibrada e refrescante sensação ao longo de todo o jantar.

Um dos escolhidos para a noite foi o Naco de bacalhau com feijão branco, sames e bochechas

Algo que me surpreendeu pela positiva neste restaurante é que, para além da qualidade de todos os produtos e ingredientes usados, também há atenção à quantidade de comida servida, como podem constatar pelas fotos.

O naco de bacalhau é servido num prato Bordallo Pinheiro entrando em perfeita sintonia com os sabores e aromas que o mesmo acolhe. Esta é uma criação rústica, consistente porém equilibrada, destacando-se as várias texturas do bacalhau, todas no ponto certo.

Outros dos selecionados foi a Vazia maturada à portuguesa com chips e legumes salteados

A carne era de excelente qualidade, apresentando-se com um bom corte. Como acompanhamentos foram servidos legumes perfeitamente salteados que conferiram uma maior riqueza à experiência. No entanto, há um ponto menos positivo de referir neste prato: as chips chegaram frias e secas à mesa, num claro contraponto ao desenrolar do resto da refeição.

O eleito da noite foi o Borrego alentejano com crosta de biscoito e especiarias

O predileto! De salientar a carne cozinhada durante horas que se desfazia na boca e o empratamento elegante e cuidado. O borrego apresenta-se com crosta e legumes vários como cogumelos, castanhas, cenouras e batatas (branca e doce). Torna-se num prato bastante “outonal” e reconfortante pelos ingredientes usados e pelo modo como é cozinhado. Nota máxima dada a esta criação.

Tal como referi atrás, há atenção na quantidade de comida servida, pelo que pouco espaço nos sobrou para a sobremesa (com muita pena minha), algo que tentarei corrigir numa próxima visita (que espero breve).

Em suma, uma das melhores refeições que a Gato fez em 2018, num Bica do Sapato que aparenta estar a ser revitalizado pela cozinha de autor de Henrique Mouro e Pedro Rezende Pereira. A revisitar e, eventualmente, elevar a pontuação até aos 5.0.

Como nota final: o Bica do Sapato é um dos restaurantes parceiros da Zomato Gold, o que quer dizer que o segundo prato mais caro desta refeição saiu de graça. Com a Zomato Gold torna-se mais fácil usufruir de alguns restaurantes que poderiam estar fora do orçamento da generalidade dos comensais. Por isso, se estão a ponderar subscrever, não se esqueçam que usando o meu código LEIL0362 têm 25% de desconto e talvez nos encontremos nalguns destes restaurantes ou num dos eventos privados que a Zomato organiza ao longo do ano. Alguma questão, também podem falar comigo por aqui.

Bica do Sapato Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Leila Gato  

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *