A Gato come

O brunch do Clube Lisboeta – Príncipe Real

Há um Clube que está a angariar membros para fazer expedições pelo globo sem sair da mesa. Chama-se Clube Lisboeta e para nos tornarmos sócios basta termos um palato apurado, muita curiosidade por sabores e aromas além-fronteiras e gosto por comida saudável.

O espaço de uma antiga pastelaria do Príncipe Real deu lugar a este Clube onde o brunch não tem dia marcado. Basta chegar a qualquer dia da semana entre as 9H e as 17H e escolher aquele (de entre duas opções) que mais vai ao encontro da nossa preferência.

Mas este Clube serve mais do que brunch. Aqui dentro escapamos à azáfama da cidade e temos à nossa escolha uma carta temática repleta de 4 países com opções saudáveis criadas pela Chef Karin Gama, uma chef que privilegia a comida natural e vegetal e que já trabalhou em restaurantes de chefs tão prestigiados como Gordon Ramsay e Jamie Oliver.

Já vos abri o apetite? Então venham daí provar (nas palavras do Clube) a way of life around the world e saber que opções estão disponíveis nas duas opções de brunch: no dia em que visitei o espaço, provei o sumo do dia que era de kiwi e banana, uma opção mais que deliciosa para acompanhar as iguarias que depressa viriam a popular a mesa.

Comecei por provar a tapioca de queijo da Serra, banana e canela. Sem desprimor para a qualidade, a tapioca não está no topo das minhas preferências. Para apreciadores, posso dizer que é uma combinação um tanto sui generis, mas que acaba por se equilibrar pela força do sabor do queijo quando envolvido pela doçura da banana (que fica sempre bem com canela).

Terminada a tapioca, iniciei a investida nas duas tostas. Começo pela tosta de abacate com pico de Gallo (tomate cherry, cebola roxa, malagueta e coentros) e folhas verdes. Por ter abacate, ficou logo com lugar cativo no meu coração. Esta tosta revela-se muito fresca e aromática e é composta por uma dose muito generosa de abacate esmagado, por isso se são fãs como eu, arrisquem.

no topo da imagem – a tosta de abacate

Antes de prosseguir, questionei sobre o tipo de pão usado no Clube Lisboeta e confirmei a minha suspeita. O pão é de fermentação lenta, pelo que o sabor é sempre superlativo e o seu valor nutricional também.

Avançando para a segunda tosta, provei a tosta de ovos mexidos com requeijão tradicional, pesto de ervas e brotos. Se é um brunch, não podem faltar ovos, estes vieram bem passados e estendidos sobre uma generosa dose de requeijão e brotos que dão um toque mais aromático a esta criação. Na minha opinião, torna-se numa opção mais pesada e consistente, ideal para quem procura nesta refeição algum sustento. O sabor do pesto faz a sua parte ao dar mais personalidade à tosta que nos faz imaginar uma inspiração mais mediterrânica.

Ao mesmo tempo que ia provando as tostas, intercalei com colheradas nas duas bowls. Neste ponto fui tramada, porque achava que iria preferir a bowl de iogurte natural, frutas frescas, mel e granola do Clube com nibs de cacau já que esta é composta por todos os ingredientes que normalmente escolho. É sem dúvida uma opção muito saudável e fresca que liga na perfeição com o restante menu, a granola é adocicada o que corta o sabor mais naturalmente azedo do iogurte usado. No entanto, foi a bowl de iogurte natural, compota do clube de frutas da época, mel e granola caseira de curcuma que levou a melhor da tarde. A fruta da época neste caso era pêra e estava de perder a cabeça que, combinada com o mel e a curcuma, proporcionou um pequeno festim na minha boca.

Para o final (em jeito de sobremesa) deixei as panquecas de cacau, banana e aveia, geleia do clube, banana e calda de chocolate e pedi o café a acompanhar (é bio e é marca Delta). Estas são tentadoramente gulosas, “gordas” e generosamente cobertas por calda de chocolate escuro. Mais do que a cereja no topo de bolo, tornam-se as dádivas que caíram do céu. A geleia do clube (que me parece uma geleia feita de frutos silvestres com algum tipo de truque…e todas as casas têm os seus segredos) são o complemento perfeito para “grudar” as panquecas entre si e o contraste certeiro com o sabor mais amargo do chocolate escuro.

O brunch I custa 16€ e o brunch II custa 20€ e ambos incluem sumo do dia e café ou chá. Podem ver toda a informação aqui.

Mas este Clube não serve apenas brunch, podem visitá-lo a qualquer hora do dia pois há opções para todos os gostos e situações, desde um calmo almoço de família, a um jantar romântco, ou aquele lanche a meio da tarde entre estudos ou até um cocktail com aquele amigo de longa data que está de passagem pela zona.

O espaço é muito acolhedor e extremamente bem decorado, aliás senti-me uma figura de um dos quadros mais famosos de Edward Hopper numa tarde sombria de novembro enquanto a chuva caía lá fora.

Resta-me ainda dedicar algumas palavras à atenção e simpatia de todos os colaboradores demonstrada não só para comigo bem como para todos os clientes que estiverem no Clube durante este agradável final de tarde.

Podem ver mais informação sobre este clube aqui e aqui.

Clube Lisboeta Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Leila Gato

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *