A Gato come

O que podemos comer no Go Natural?

Decidi dividir a minha opinião e experiência no Go Natural (da Rua do Loreto) em dois artigos porque provei ainda mais coisas do que aquelas sobre as quais escrevi aqui. Esta divisão reduz potenciais confusões sobre o que faz e não faz parte do menu de brunch e assim, posso dedicar-me mais a escrever-vos sobre a filosofia da marca e com a qual me identifico.

Desde 2004 que o Go Natural tem disponibilizando no mercado nacional (acho que na altura foi pioneiro) refeições rápidas mas nutritivas, saudáveis mas saborosas, ajudando-nos a ter mais opções quando comíamos fora de casa.

Atualmente, estas “opções” podem passar por tostas, sandes, sopas e ainda saladas frias ou quentes. No dia em que provei o brunch, provei também aquele que agora é um novo favorito:

A tosta de espinafres e cogumelos

Barrada com mostarda, que serve de “leito” perfeito para os espinafres salteados, transformando-se num invulgar e cativante prazer para um almoço ou lanche com bastante substância. A tosta que provei estava no ponto, tornando-se ainda mais sedutora pelo forte contraste entre o pão levemente torrado e a suavidade da textura dos espinafres e cogumelos salteados. O travo a alho, é para mim um plus que a enriquece em termos de sabor.

Além desta tosta, há também outra opção mais fresca:

A tosta de requeijão e salmão fumado

Uma escolha mais consensual para a generalidade do público mas, nem por isso, menos saborosa e saciante.

A tosta de abacate e ovo benedict

Uma daquelas modas, que embora sejam modas, são óptimas escolhas por combinarem boas fontes de gorduras saudáveis, proteína e hidratos de carbono (é uma refeição pré-treino por exemplo)!

Houve ainda espaço, e gosto, para provar:

Os brownies (não resisti a apenas um)

Este é um tema delicado para mim, os brownies têm de ter a quantidade certa de chocolate de qualidade, a quantidade certa de frutos secos e o tempo certo passado dentro do forno. Os melhores que comi na vida foram feitos pelo meu cunhado, que tem imenso talento para a cozinha. O Go Natural acertou quase em tudo – não consigo dizer se são melhores que os que ele nos fez uma vez na nossa casa. Estes, tinham a consistência certa de “bolo mal cozido” que acompanham na perfeição um café, que se for bebido no Go Natural é bio.

Provei ainda fatias de bolos, um de cenoura e chocolate e outro com uma cobertura de frutos silvestres. Ambos bastante “gulosos” e capazes de desencaminhar até os mais determinados anti-doces do planeta Terra.

A receita do bolo com a cobertura de frutos silvestres tinha ainda a particularidade de ter nascido no âmbito de uma parceria com a nutricionista Lilian Barros que tem trabalhado com a marca no sentido de criar receitas sem adição de açúcar, glúten ou outros elementos menos saudáveis para o nosso organismo.

Também as bowl de açaí, papas de aveia e mousse de abacate combinadas com muesli, fruta fresca ou desidratada foram alvo de destaque na recheada mesa. Também estas são opções viáveis e que contribuem para nos manter saciados e satisfeitos, sem qualquer tipo de culpa, no nosso dia-a-dia.

Como vão sabendo e me vão lendo, adoro ler nas entrelinhas da comida (e não me refiro só aos rótulos). É para mim uma delícia ir descobrindo sabores, texturas, aromas e propriedades dos alimentos. Não gosto de os rotular como sendo “bons” ou “maus” porque, a meu ver, não existem alimentos perfeitos e nenhum é totalmente bom, se comido em excesso. Mas atenção, não sou nutricionista, se têm dúvidas, devem sempre aconselhar-se com profissionais.

Se temos de comer sempre de forma saudável? Não creio.

Se devemos tentar incluir opções que usem ingredientes menos processados no nosso dia a dia? Sem dúvida alguma!

E a verdade é que o Go Natural tem como conceito base oferecer-nos refeições com valor nutricional e que não nos tirem o prazer de comer. Por isso, haverá sempre espaço para um brownie ou para um muffin, haverá sempre espaço para um chocolate quente ou para umas papas de aveia. Temos apenas de ser equilibrados nas nossas escolhas e perceber que se o fizermos de forma consistente, podemos tirar o maior partido da alimentação e retirar dela tudo aquilo que precisamos para sermos mais felizes e saudáveis.

Fãs do Go Natural: acusem-se!

Leila Gato 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *