Gato em dia

10 coisas que eu nao sabia antes de usar aparelho

Já faz parte do meu dia-a-dia há cerca de um ano e uns meses e em conversa com alguns amigos, que já usaram, percebi que podia partilhar algumas das coisas que tenho aprendido com o meu aparelho. Antes de prosseguir deixem-me apenas dizer que estas respostas (aliás, todo o texto) surgem da minha própria experiência e que cada caso é um caso. Por isso, se estão a pensar usar um aparelho, visitem um bom dentista com especialização em ortodontia para saberem que tipo de aparelho/ tratamentos são os que melhor se aplicam à vossa situação. Aqui a coisa do “ah mas comigo funcionou” não pode ser tido como exemplo, somos todos diferentes, os nossos sorrisos também! 😀

1. Então mas dói ou não doi?

Sim, dói. Não sejamos mentirosos, porém acho que a dor vai depender de duas variáveis

1) a nossa tolerência;

2) que tipo de aparelho estamos a usar.

No meu caso, optei por um Damon System, trata-se de um aparelho autoligado e um pouco diferente dos tradicionais. Não é apertado com o sistema de elásticos, o que torna o processo muito mais agradável. O que dói realmente, pelo menos para mim, são algumas feridas que se formam devido às brackets que seguram e posicionam o arame (felizmente criaram uma coisa chamada “cera ortodontica” e que ameniza o desconforto). A pressão após cada consulta de controlo é perfeitamente tolerável, e em menos de 3 dias passo a sentir apenas um ligeiro incómodo e continuo a comer normalmente.

2. Durante quanto tempo usamos aparelho, afinal?

Mais uma vez, depende do sorriso de cada um e do cuidado que se tem. Se tudo correr bem, devo tirar o meu ainda este ano (comecei a usar em julho do ano passado)! Além de alguns dentes incisivos superiores e inferiores tortos, tinha os caninos subidos, aquilo a que muitas vezes chamamos de “dentes de vampiro”, assim a dar para os da Kirsten Dunst no Entrevista com o Vampiro dos quais não era particularmente fã. Se os vampiros betos do Twilight não os têm porque é que eu havia de os querer?

Foto via Warner Bros./Getty Images – © 2012 Getty Images

3. Que benefícios, além dos estéticos, é que um aparelho nos traz?

Há uma série de benefícios, alguns ajudam mesmo em termos de saúde e são menos conhecidos! Ajuda na digestão, por exemplo, já que a mastigação melhora e traz também benefícios à própria respiração. Também a dicção é beneficiada pois ao alinharmos os nossos dentes estamos consequentemente a alinhar os ossos maxilares. Bons motivos, não acham?

Da série Ugly Betty – ABC

4. E sorrir, como é sorrir?

É uma complicação. Quando coloquei o aparelho toda a minha boca se estava a ambientar a um elemento totalmente estranho em permanente contacto com o interior da minha boca, gengivas e língua. Sorrir, era por isso estranho, muitas pessoas nem percebiam que estava a usar aparelho porque sem dar por isso sorria pouco. Com o tempo, acostumamo-nos à sensação e mal damos por ele, o sorriso, passa a riso e depois a gargalhada. Claro que nem sempre gostamos de nos ver nas fotografias, mas aí podemos ficar-nos por um Mona Lisa Smile, why not? Não sei como vai ser quando o retirar, se calhar vou precisar que me ensinem umas técnicas para não dar por mim a sorrir assim… (nada contra a Julia, eu na realidade ADORO-A!)

 via GIPHY

5. Há vários tipos de aparelho e depois há Damon System

É mais dispendioso, é certo, mas as consultas de controlo acontecem apenas de dois em dois meses e usamos durante muito menos tempo que o normal, por isso fazendo as contas a médio-longo prazo, pode acabar por compensar. Este tipo de aparelho também potencia menos o aparecimento de manchas nos dentes já que não usamos borrachas nem elásticos. O que senti ao usar este aparelho foi que, no início, os dentes pareciam não estar a mexer para lado algum, mas depois comecei a ver mudanças de dia para dia, como que por magia. Nas consultas de controlo a minha querida Dra. Marta Figueiredo na The Lisbon Smile Clinic fica sempre super entusiasmada com a evolução positiva.

6. Pasta de dentes, elixir e fio dentários: friends for life!

Pois é amiguinhos, há rotinas necessárias que devem ser mantidas não só quando se usa aparelho, mas para toda a vida. Eu descobri as maravilhas do fio dentário. Um dia ainda se lembram que afinal faz mal a alguma coisa, mas até lá eu uso e abuso. Torna-se num hábito e depois até estranhamos quando não usamos. Por estarmos a usar elementos estranhos que estão em permanente contacto com os nossos dentes é perfeitamente normal que haja a necessidade de redobrar os cuidados. fazer uma destartarização a cada seis meses é também uma recomendação e vigiar qualquer cárie que possa eventualmente surgir, mesmo com todos os cuidados que possamos ter. Em termos de alimentação também há algumas coisas a evitar como é o caso de bebidas com gás e vinho! Mas hey quanto às bebidas com gás a coisa é fácil, quanto ao vinho, é caso para dizer I say a little pray for you…. 🙂

© 1961 Paramount

7. Adeus tudo o que seja morder, trincar e afins…

Morder uma maçã? Fora de questão. Comer umas daquelas sandes cheias de coisas boas lá dentro que nos obrigam a rasgar o pão? Não experimentem! Caramelos, sugos e afins? É melhor nem vê-los. Pipocas… bem já teço algumas linhas a essa questão.

8. Quanto custa afinal usar aparelho?

É caro, bastante. Preparem-se para isso. Algumas clínicas conseguem facilitar o pagamento em prestações, o que é sempre uma grande ajuda para a nossa carteira. Se vale o investimento? Vale sim. Uma forma de conseguirmos economizar algum, é seguir as indicações do nosso dentista à risca, para reduzir o tempo  que vamos precisar de o usar. Para quem não tem um seguro de saúde, pensar em fazer um com coberturas em tratamentos dentários e de ortodontia, pode vir a ser uma valente ajuda.

9. Como vai ser depois de o remover? É preciso usar aparelho de contenção?

Sim. Mas vá, depois de um par de anos a usar a coisa, o aparelho de contenção é um mal menor 😀 No meu caso, deverei usar goteira na arcada superior para dormir e arame na arcada inferior (na parte não visível) pelo menos por dois anos! Bring it on!

10. Qual é a primeira coisa que vou fazer quando tirar o aparelho?

Vão ser duas: Primeiro tirar mega foto a sorrir! Segundo: escolher o pior filme que estiver na salas de cinema e pedir um balde de pipocas XXL para ver e vou comê-las todas até ficar enjoada! Nao satisfeita vou fazer uma segunda sessão em casa a comer pipocas feitas por mim 😀

Espero que isto ajude a algumas pessoas que estejam a ponderar usar aparelho, se tiverem dúvidas ou quiserem partilhar as vossas experiências, sintam-se livres para comentar ou falar comigo por email ou mensagem, no que puder, ajudo-vos!

Leila Gato

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *