Gato em dia

Só aquilo que perdemos é eterno

As coisas mais bonitas são as mais simples. – Começo logo a abrir com uma frase-feita.

Olhar em redor e perceber o que dou como algo adquirido é um exercício necessário e quase vital nos dias que correm, pelo menos para mim. Olhar hoje para estas flores depois de as fotografar levou-me a essa reflexão.

As coisas mais simples, são as mais intocadas, as mais equlibradas, as mais plenas e as mais naturais. São essas coisas que me ajudam a recentrar e a pôr em perspetiva aquela montanha infinita de situações, pessoas e objetos que não acrescentam valor quando somados os dias em que o meu coração bate. Pois é, o meu coração um dia vai deixar de bater e ele não vai levar nada disso com ele, a não ser as coisas simples.

As coisas mais simples são também poderosíssimas e podem assustar-nos. Graças a elas, percebemos que mais de metade do que possuímos ou do que queremos vir a possuir são totalmente desnecessárias, são investimentos sem retorno que nos afastam cada vez mais da nossa essência.

Só aquilo que perdemos é eterno.

Nota: A não ser o Amor. O Amor é a excepção. Se o têm, não o percam de vista nunca, esse é o único sentimento que deve estar dentro de nós a alimentar todos os poros da nossa pele e todas as veias do nosso corpo.

Leila Gato

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *