Em movimento

Correr por panquecas

Podia ser o nome do mais recente espaço aberto na capital dedicado às Panquecas, um dos meus ódios de estimação. Não percebo o fascínio que estes discos (às vezes fofos, outras vezes secos) exercem sobre a esmagadora maioria da população que se recusa a comer pão “porque engorda” ou “porque tem glúten” e depois come …

Continue Reading
A Gato come

O Velho Eurico

Petiscar. Esse verbo delicioso. O Velho Eurico, abriu portas no Verão passado, num antigo espaço (agora renovado) com o mesmo nome e que tem “casa cheia” noite após noite. E porquê? Porque servem pestiscos e pratos tradicionais em versão “mini”, sem grandes empratamentos ou artifícios e afinados pelo feedback dos clientes que, ao final do …

Continue Reading
A Gato come

Oficina dos Rissóis

Ia a Gato airosa feliz a passear pela cidade, quando lhe deu uma ligeira larica que haveria de ser remediada. Nem de propósito, uma janela e um letreiro chamara-me à atenção: Oficina do Rissóis. “Num mundo de croquetes, sejamos um rissól”, pensei eu. Entrei no que parece uma pequena oficina/tasca com um logo balcão ao …

Continue Reading
A Gato come

Praia no Parque

O Praia no Parque é a promessa de Verão feita espaço onde podemos comer, beber e divertir-nos num ambiente descontraído em pleno coração da cidade de Lisboa. E como a Gato não dispensa um cocktail (aqui e ali) ou uma ida à praia fora da estação, foi esta a escolha para abrir o apetite, de …

Continue Reading